Como conseguir investimentos e apoio para o negócio na fase inicial?

Por Altair Alves –

De acordo com pesquisas da Serasa Experian, em média 5 mil empresas abrem as portas todos os dias no Brasil, sendo que a maior parte delas atua no setor de serviços e comércio. Mas, infelizmente, muitos destes empreendimentos esbarram na falta de apoio e investimento, o que faz com que metade deles se encerre com menos de 2 anos de atividade!

A boa notícia é que existem diversas iniciativas voltadas para apoiar novas ideias e novos negócios, criando excelentes oportunidades  que muitas vezes não chegam ao conhecimento dos empresários de primeira viagem. Com isso em mente, elaboramos este post para te ajudar a angariar investimentos e conseguir suporte para seu projeto. Acompanhe nossas orientações e deslanche sua ideia!

Cursos grátis para empreendedores

Abrir um negócio próprio não é uma tarefa simples! Esta atividade requer muito conhecimento de mercado e preparo para lidar com as diferentes situações do dia a dia das empresas. Muitos empreendedores até começam bem, mas, sem a orientação necessária, acabam tropeçando nos próprios cadarços.

Neste sentido, se está você está precisando de apoio e direcionamentos para uma boa gestão inicial, saiba várias instituições de ensino profissional oferecem cursos gratuitos para ajudar os empreendedores de primeira viagem ou até aqueles que já têm algum tempo de mercado. Instituições como a FNQ, o Grupo iPed, a FGV Online e o Sebrae oferecem grupos de ensino à distância para começar a empreender com o pé direito. Todas elas contam com cursos grátis voltadas para negócios de fase inicial, e são uma excelente fonte para apoio nos primeiros momentos.

Estes cursos abordam temas como “Aprender a Empreender”, “Planejamento de Negócios”, “Fluxo de Caixa”, “Contabilidade Para Micro e Pequenos Empresários” e “Modelo da Excelência da Gestão”, dentre muitos outros. A duração de cada curso pode variar de 5  até 30 dias de estudo. Com este apoio online e gratuito, não há por que ficar desinformado, certo?

Microcrédito Orientado

Apesar do conhecimento ser fundamental, de nada adianta ter ótimas orientações e não dispor do capital necessário para dar um start no seu projeto. Pensando nisso, o Governo Federal criou o Microcrédito Orientado (MPO), uma iniciativa que busca incentivar o empreendedorismo e a geração de empregos, promovendo o crescimento de pequenos negócios e empresários.

Neste programa, são disponibilizadas pequenas linhas de crédito para financiamento, capital de giro e investimentos de até 15 mil reais, sendo que o prazo de pagamento é de 1 ano para Pessoa Física e de 18 meses para Pessoa Jurídica, dependendo da finalidade do seu financiamento. Por ter recursos do Governo Federal, o programa apresenta as menores taxas do mercado bancário.

Podem participar da iniciativa qualquer pessoa (física e jurídica) e também empreendedores informais, que tenham uma renda bruta de até 5 mil reais por mês, ou empreendedores individuais formalizados, além de  microempresas com faturamento bruto de até 120 mil reais anuais. Em todos os casos, o endividamento da pessoa não pode ultrapassar 40 mil reais no sistema financeiro.

O Microcrédito é uma ótima forma de conseguir o capital que os pequenos empreendedores precisam para tirar suas ideias do papel e fazer com que a empresa funcione. Todas as instituições bancárias estatais, como o Banco do Brasil e a Caixa, participam deste programa. Vá a uma delas e peça orientação sobre a iniciativa!

Procure um investidor anjo

Outra excelente opção para empreendedores que estão buscando investimento nas etapas iniciais do negócio é identificar os chamados “investidores anjos”. Visando apostar neste mercado de startups e PMEs, cresce no mundo inteiro a formação de grupos deste tipo de investidor.

Os investidores anjos são pessoas com grande vivência no mercado empresarial e de capital financeiro e muita vontade de investir nas ideias de empresas em crescimento. O processo funciona do seguinte modo: o empreendedor cadastra seu projeto em um site para que ele seja visto por este grupo empresários. Se algum deles se interessar pela ideia, ele pode oferecer (além do capital necessário) orientações valiosas para que você “pegue carona” em sua experiência de grande sucesso no mercado.

Cada vez mais, vários grupos de investidores anjos surgem em diversas áreas do país. Em destaque, estão os grupos Angels Club, São Paulo Anjos, Gávea Anjos, Floripa Angels  e muitos outros. Contar com um destes ‘anjos’ pode ser o que você precisa para conseguir um valioso apoio para sua empresa!

O que não falta são oportunidades para conseguir investimentos e suporte para colocar a sua empresa nos trilhos. Procure saber mais sobre essas iniciativas comece seu negócio com o pé direito!

Altair Alves é Sócio-Fundador da Soluzione Assessoria e Consultoria Contábil. Empresa Especializada e Contabilidade para Empresas Prestadoras de Serviços de Pequeno, Médio e Grande Porte.